TOP 13 JOGOS DE TERROR PARA PLAYSTATION 1 (PSX, PS1)

0
1025

Listamos os 13 melhores Jogos de Terror para PS1, console lançado pela Sony em 1994 no Japão, um dos principais responsáveis pela popularização do gênero “survival horror”, e jogos com temáticas de terror em geral. O survival horror é um subgênero do terror e ação, focado na sobrevivência do personagem. Ele não é definido por uma temática, e sim por elementos da narrativa e jogabilidade, como um protagonista vulnerável, poucos recursos e formas de defesa, foco na solução de quebra-cabeças e evasão do confronto com inimigos. Geralmente o jogo possui poucos NPCs, contando a história por meio de documentos, jornais e diários, criando um senso de isolamento. Os cenários são escuros e claustrofóbicos, vistos a partir de ângulos retirados do cinema, e é possível que monstros invadam a sala pela parede, teto ou janela, causando aqueles sustos clássicos. Nosso top 13 também possui jogos de plataforma e outros gêneros com a temática terror, confira a lista:

13Alone in the Dark: The New Nightmare

Lançado em 2001, o 4ª jogo da série Alone in the Dark reconta a história do protagonista Edward Carnby, em buscas de respostas para a morte de seu amigo Charles Fiske, cujo corpo foi encontrado na costa da Shadow Island. Outro personagem selecionável com foco em quebra-cabeças é a professora universitária Aline Cedrac, que se une a expedição na ilha para encontrar o professor Obed Morton, acreditando ser seu pai. O jogo utiliza um sistema dinâmico de iluminação com a lanterna, que pela 1ª vez  permitiu criar sombras de objetos 3D sobre fundos pré-renderizados em 2D, adicionando realismo à exploração.  Além do PS1, The New Nightmare foi lançado para PC, Dreamcast (com gráficos melhorados) e adaptado para Game Boy Color. Uma versão para Playstation 2 foi lançada na Europa meses depois.

12Legacy of Kain: Soul Reaver

Soul Reaver se passa 1500 anos depois dos eventos de Blood Omen: Legacy of Kain, no mundo fictício de Nosgoth, onde você controla o vampiro Raziel, um dos tenentes do lorde Kain. O jogo começa com a morte do protagonista, punido pelo crime de ter evoluído mais do que seu mestre ao desenvolver asas. Alguns séculos depois, você é revivido pela entidade conhecida como “The Elder God”, que pede para Raziel se tornar seu “Soul Reaver”, uma espécie de colhedor de almas, enquanto realiza sua vingança. Soul Reaver é um jogo de aventura com temática de terror, visão em 3ª pessoa, focando o combate e solução de quebra-cabeças, muitos deles envolvendo a transição do plano “material” para o plano “espiritual”. Foi lançado para PS1 e PC em 1999, e depois para Dreamcast em 2000.

11Diablo

Lançado originalmente para PC em 1996 pela Blizzard, o famoso jogo de RPG hack-and-slash Diablo foi adaptado para PS1 pela EA Games em 1998. Você escolhe entre um guerreiro, arqueira ou mago, para derrotar o mal que assola a cidade de Tristram, corrompida pelas forças de Diablo. Apesar de não contar com modo online, o jogo adicionou um modo cooperativo para 2 jogadores, e também uma opção que permite aprender sobre a história por meio de um narrador, ao invés dos diversos livros espalhados pelo jogo. Diablo se tornou muito infame no PS1, pois utilizava 10 blocos para salvar o jogo, 2/3 do Memory Card padrão de 1MB que possuía apenas 15 blocos.

10Dino Crisis 2

No 2º jogo da série Dino Crisis, a história segue o futuro da metrópole fictícia Edward City, que foi transportada no tempo como resultado das pesquisas não seguras da “Terceira Energia”, no primeiro jogo. Regina retorna como protagonista se unindo a Dylan Morton, líder do grupo de resgate que viaja pelo tempo buscando sobreviventes da distorção temporal, e também recolhendo dados sobre os experimentos com a Terceira Energia. Dino Crisis 2 inovou na jogabilidade ao adicionar “Extinction Points” como moeda, que é adquirida matando dinossauros, vendendo itens ou em certos eventos do jogo, permitindo comprar novos armamentos, upgrades, pacotes de vida e munição. Dois novos modos de jogo foram introduzidos: “Dino Colosseum”, onde você escolhe um personagem com equipamentos pré-determinados e luta contra hordas de dinossauros, e o “Dino Duel”, uma espécie de Street Fighter com dinossauros, isso, exatamente. Porrada de dinossauros – e é muito divertida.

9Clock Tower

Lançado em 1996 pela Human Entertainment, Clock Tower (Clock Tower 2 no Japão) é a continuação direta do jogo de mesmo nome para Super Famicon de 1995, que nunca foi lançado fora do território nipônico. O jogo utiliza um sistema de point-and-click adaptado para consoles em cenários 3D, controlando o destino de diversos personagens em diferentes capítulos, incluindo a protagonista do primeiro jogo: Jennifer Simpson. Clock Tower se destacou dos demais jogos de terror, por ter um único vilão que persegue os personagens durante todo o jogo. “Scissorman” é um vilão esteriótipo dos filmes slashers, carregando uma tesoura de jardinagem gigante, obrigando o jogador a correr, se esconder, e desviar sua atenção dos quebra-cabeças, principalmente pela pressão psicológica da aleatoriedade das suas aparições. O jogo chamava atenção também por possuir 10 finais diferentes. Aprendam, galera do Silent Hill.

8Nightmare Creatures

Lançado para PS1, PC e Nintendo 64, Nightmare Creatures foi publicado pela Activision em 1997, com uma sequência 3 anos depois. A história do jogo traz elementos do terror gótico do século 19, onde um culto demoníaco chamado “Irmandade de Hecate” realizava experimentos sinistros em Londres, com o objetivo de dominar o mundo. A irmandade tentava criar um elixir que daria super poderes, mas ao invés de criar super humanos, os resultados foram monstros horríveis. O jogo se passa em 1834 quando Londres cai vítima de diversas ocorrências demoníacas, e você precisa escolher entre Ignatius Blackward, um servo de deus especializado em linguística, rituais e proficiente com bastões, ou Nadia Franciscus, filha do historiador assassinado no início do jogo, que investigava o culto da cidade.

7Resident Evil 3: Nemesis

Também conhecido no japão como Biohazard 3: The Last Escape, é o 3º jogo da série Resident Evil, que se passando 24h antes e 24h depois dos acontecimentos de Resident Evil 2. Jill Valentine está de volta como protagonista, tentando escapar de Raccon City infestada de zumbis (e armas biológicas) criadas pela Umbrella Corp. Diferente dos jogos anteriores, Resident Evil 3 tem um estilo mais voltado para ação, com grande número de inimigos, e também um vilão mortal chamado Nemesis, que persegue o jogador ao longo do jogo. A jogabilidade ganhou um comando para desviar de golpes, rotacionar o personagem 180º, e a adição de eventos que obrigam o jogador a escolher entre duas opções, influenciando o desenrolar da história. Após completar o jogo, é desbloqueado o modo The Mercenaries, onde o jogador precisa escolher um dos três personagens disponíveis, para atravessar a cidade dentro de um tempo limite, adquirindo recursos e prêmios ao longo do caminho.

6Dino Crisis

Em 1999 a Capcom lançou Dino Crisis, desenvolvido pela mesma equipe de Resident Evil e o diretor Shinji Mikami, que apesar das diversas similaridades com a série de zumbis, possuía mais elementos de ação. A história segue Regina, uma agente de ações especiais do governo, que foi enviada com sua equipe para investigar uma ilha misteriosa tomada por dinossauros, um infeliz resultado de experimentos ultra-secreto do governo. Dino Crisis possui elementos e cenários em 3D, apesar da câmera quase sempre fixa. Assim como Resident Evil, tentou emplacar um gênero chamado “survival panic”, por conter elementos de ação como se movimentar e atirar, botão rápido para se virar, e a possibilidade de usar tranquilizantes ao invés de munição comum. Existem também “danger events” que obrigam Regina a duelar com um dinossauro apertando botões, e também o status “sangrando”, que fazia com que velociraptors localizassem e perseguissem a protagonista. O jogo contém 3 finais diferentes e foi adaptado para Dreamcast e PC.

5Parasite Eve

Parasite Eve foi a tentativa da Square Enix de lançar seu próprio survival horror, seguindo a onda de sucesso da série Resident Evil. O jogo se passa numa Nova Iorque fictícia ao longo de 6 dias, quando a policial Aya Brea se depara com o surgimento de uma criatura capaz de controlar as mitocôndrias das células, manipulando organismos vivos e ameaçando a raça humana. Foi o primeiro jogo para maiores de 18 anos da Square, e a primeira grande colaboração nipo-americana da empresa. Parasite Eve se destacou dos demais por conter diversos elementos de RPG, um mapa da cidade com exploração não linear dos cenários, encontros aleatórios com inimigos, evolução e mesclagem de armas, e um sistema de batalha em tempo-real que era pausado para selecionar opções. Aya pode ainda utilizar magias com o Parasite Energy, fato descoberto após sobreviver seu primeiro confronto com a vilã Eve. Ao completar o jogo, é desbloqueado o modo EX-game, que além de carregar itens da campanha anterior, desbloqueia um prédio de 77 andares infestado de monstros, que terminava com uma luta épica contra o verdadeiro chefe do jogo.

4Resident Evil

Jogo que criou e definiu o gênero survival horror, Resident Evil foi lançado em 1996 para PS1 pela Capcom, e conta a história da dupla Chris Redfield e Jill Valentine, integrantes do grupo Alpha da S.T.A.R.S, que se abrigam numa mansão ao serem atacados por criaturas estranhas nas montanhas Arklay. O grupo Alpha foi enviado após o desaparecimento do grupo Bravo, que investigava uma série de assassinatos bizarros nos arredores da cidade de Racoon City. No início do jogo, o jogador seleciona um dos dois protagonistas que será utilizado, seguindo sua própria história. Resident Evil é uma adaptação de Sweet Home (Famicon), pegando elementos do jogo Alone in the Dark (1992) para PC, introduzindo elementos que se tornariam comuns ao gênero posteriormente, como o esquema de controles, sistema de inventários e salvar o jogo utilizando uma máquina de escrever. O jogo foi relançado em diversas adaptações e plataformas como: PC, Sega Saturn, Nintendo DS, além de uma versão completamente refeita para Game Cube, Nintendo Wii, e posteriormente remasterizada para PS4, PS3, PC, Xbox One e Xbox 360 (ufa).

3Castlevania Symphony of the Night

Título que definiu um gênero,  Symphony of the Night é a continuação direta de Castlevania: Rondo of Blood, e tem como protagonista Alucard, o filho de Drácula. Foi o primeiro jogo da série a sair da progressão linear, introduzindo um grande mapa que se revela durante a exploração, elementos de RPG e diversidade das armas, definindo seus sucessores 2D. Alucard tem acesso limitado ao castelo no início do jogo, mas após obter suas três formas: (Lobo, Morcego e Névoa), é possível explorar o castelo gradualmente. Diferente da família Belmont que utiliza um chicote mágico, Alucard usa uma variedade de armas como espadas, machados, maças, entre outros. Também possui “familiares”, entidades que o acompanha auxiliando sua jornada. O protagonista do jogo anterior Richter Belmont (que se torna um personagem jogável ao finalizar SotN) revela ser o vilão. Caso descubra que o Belmont está sendo controlado por um Bruxo, o jogador pode então salvá-lo e desbloquear um segundo castelo, que espelha o primeiro de ponta-cabeça, com novos chefes, itens, e o final verdadeiro do jogo. Diversas versões de Castlevania Symphony of the Night foram lançadas, sendo a mais significativa a versão do PSP que continha os familiares adicionais da versão Japonesa, e a personagem jogável Maria da versão do Sega Saturn.

2Resident Evil 2

Resident Evil 2 aprimorou diversos elementos do já bem sucedido 1º jogo da série. Dois meses após os eventos de Resident Evil, o policial Leon S. Kennedy chega a Raccoon City para se juntar ao departamento de polícia local, quando é surpreendido pela infestação de zumbis. Durante sua fuga, ele encontra Claire Redfield buscando seu irmão, o protagonista do primeiro jogo, que desapareceu após os eventos da Mansão Spencer. Resident Evil 2 foca na exploração, solução de quebra-cabeças e combate. O jogador precisa escolher entre os dois protagonistas, cada um com sua própria trajetória até o final do jogo, em cenários A e B que se completam. O jogo contém dois mini-games: “O 4º Sobrevivente” e “O Queijo Sobrevivente”, onde você controla o agente Hank, ou um queijo tipo Tofu gigante para alcançar o telhado do Departamento de Polícia. O jogo possui um vilão que persegue o jogador em alguns cenários, desenvolvido a partir do vilão do 1º jogo: O Tyrant T-00 (também conhecido como Mr. X). Versões do jogo foram lançadas para PC, N64, Dreamcast e Game Cube.

1Silent Hill

Produzido pela equipe Team Silent, Silent Hill foi uma resposta da Konami ao sucesso de Resident Evil. Lançado em 1999, o 1º jogo da série conta a história de Harry Mason em busca da sua filha desaparecida Cheryl, que desapareceu em Silent Hill, após acordar de um acidente de carro nos arredores da cidade. O jogo possui gráficos em 3D renderizados em tempo real, o que levou os desenvolvedores a utilizar uma névoa que cobre a cidade, para esconder os gráficos não renderizados pelo limite de memória do PS1. Durante sua jornada, Harry se depara com um culto que tenta trazer um demônio para a terra, transitando entre o mundo real e o mundo sombrio, enfrentando monstros desfigurados e terror psicológico. A exploração muitas vezes era feita apenas com uma lanterna, e utilizava um sistema de mapas dinâmico que continha anotações feitas pelo personagem durante a exploração. Outro elemento memorável é o rádio que Harry carrega, indicando a aproximação de monstros pelo volume da estática. Silent Hill possui 4 finais diferentes, além do final UFO.


E assim concluímos a nossa lista dos 13 melhores jogos de terror para PS1! Faltou algum jogo? Discorda de alguma posição? Fique livre para dizer nos comentários o que achou do nosso ranking, e comente também qual desses jogos de terror para PS1 é o seu preferido!

Jogos de Terror no PS1 | Veja Também

Encontre a Gente

Facebook | Twitter | Google+ | Inscreva-se no Canal!