CAM é um filme de terror e suspense lançado pela Netflix, que explora a exposição na internet em troca de fama e dinheiro através da pornografia, e como os aspectos digitais influenciam a vida real.

Na história acompanhamos Lola, uma jovem que faz sucesso no submundo da pornografia trabalhando como Cam Girl. Ela está lutando para subir no ranking online e conseguir ainda mais sucesso, mas um dia outra pessoa exatamente igual a ela rouba sua conta e começa a agir em seu lugar.

Nos primeiros 30 minutos de CAM servem pra gente entender essa realidade na perspectiva de Lola, mostrando muitos elementos que são explorados nessas plataformas de sexo virtual. Temos uma espécie de “gameficação”, onde as meninas são recompensadas pela performance de entreter os expectadores, muitas vezes com formas não convencionais. Conhecemos também sobre como Lola gerencia os homens que tentam se aproximar, suas colegas de ofício, sua relação com a família e a vida fora da internet.

Após embarcarmos na missão de subir no ranking junto com Lola e conhecer seu universo, o filme dá uma virada brusca que transforma sua realidade. Ela perde o acesso a conta em que grava os vídeos e uma impostora começa a agir em seu lugar de forma inexplicável.

A partir daí você estará fisgado para saber como ela resolverá esse problema, descobrir quem é essa impostora, e como lidar com problemas causados por essa mulher que manipula seus fãs.

Os pontos altos são os conflitos que surgem na vida real, e que chega numa inversão de papéis assustadora. As diferentes camadas do filme conseguem passar mensagens muito poderosas sobre o mercado de conteúdo digital.

CAM também tem muitas qualidades técnicas, principalmente nas cores, iluminação e fotografia. O clima muda bastante quando a personagem transita entre a vida real e o mundo da internet. Outro destaque é a performance da atriz que faz a protagonista, demonstrando muita sensibilidade em todos os altos e baixos do filme.

De forma muito enchuta e com uma hora e meia de duração, o filme consegue manter o ritmo de acontecimentos, sequência de conflitos e debates muito atuais sobre tecnologia e redes sociais. A reta final do filme é bastante satisfatória, apesar da última resolução ir por um caminho mais seguro.

O filme CAM da Netflix é a definição de “torture porn” nos tempos de internet, e é uma das melhores produções de suspense e terror atualmente no serviço de streaming.

Me Segue Lá!

Se Inscreva no Canal!: https://youtube.com/horadoterror
Siga no Twitter: https://twitter.com/nandoticon
Siga no Instagram: https://instagram.com/nandoticon